terça-feira, agosto 24, 2010

Por que é que a escrita nos faz procurar o escritor?

"Por que é que a escrita nos faz procurar o escritor? (...) Por que é que os livros não bastam? (...) O que é que nos torna ávidos de relíquias? Não acreditamos suficientemente nas palavras? Quando Robert Louis Stevenson morreu, a sua ama, com um espírito de negócio de boa escocesa, começou calmamente a vender cabelo que afirmava ter cortado da cabeça do escritor quarenta anos antes. Os crentes, os investigadores, os exploradores, compraram cabelo que dava para estofar um sofá."

Li, há umas horas, esta passagem de O Papagaio de Flaubert, de Julian Barnes (não deixem de ler o seu Arthur & George, baseado num episódio verídico da vida de Arthur Conan Doyle). Não constitui a melhor resposta ao último comentário ao "post" anterior, mas talvez seja uma das possíveis explicações para o hábito (necessidade) de pedirmos autógrafos - talvez as palavras insertas nos livros não nos cheguem... 

5 comentários:

tsiwari disse...

O facto de os admirarmos, aos artistas, faz-nos querer um bocadinho que seja só nosso... e acreditamos, julgo eu, que a obra fica um pouquinho mais valorizada - pelo menos aos nossos olhos : foi tocada pelo autor, na nossa presença...


Se me perguntam - sim, e daí?

A resposta só pode ser - é-me importante e basta-me!


:)**

Virgínia do Carmo disse...

De facto, muito oportuna esta leitura! Obrigada pela partilha!

Beijinhos!

deep disse...

tsiwari, pedir um autógrafo é também uma forma de mostrarmos o apreço pela obra e pelo autor, seja um escritor ou um músico. ;)***

Virgínia, uma coincidência curiosa. As partilhas são sempre um prazer.

Beijinhos

Bom fim-de-semana para ambos.

Infame da Vileza disse...

Procurar um encontro com o escritor parece-me uma tentativa de "ver para crer". Humanizar as palavras que nos parecem escritas por um "Deus Sábio" e portanto teóricas. Ver que é alguém mortal faz com que valorizemos as suas palavras.
Concordo que é também uma forma de reconhecimento do autor e valorização da obra que fica na nossa posse!
Bjs

Anónimo disse...

talvez seja também uma forma de humildade... esperamos que o que os fez serem artistas também nos toque a nós que o não somos...

bjs

maria3