quarta-feira, maio 03, 2006

os "senhores" que me perdoem...

... mas não resisto:
"A minha mãe era um ser livre. Uma ave solta num alto céu de verão. Costumava dizer que os homens são como as chuvas, imprescindíveis à vida, revigorantes, mas quando chegam, e em se demorando um pouco mais, logo sentimos saudades dos dias de sol."
"Os homens (...), ao menos aqueles que tenho conhecido, não cultivam a memória. Ao contrário, exercitam o esquecimento. (...) os homens sempre me pareceram menos rancorosos do que as mulheres. O rancor exige uma boa memória. Um homem que nunca sabe onde guardou a chave de casa, os óculos ou o telemóvel, e são quase todos, deve ter também alguma dificuldade em guardar rancores. Acho que é por isso que, de uma forma geral, s homens envelhecem menos rapidamente do que nós. O rancor provoca rugas. Tira brilho ao cabelo. Torna as unhas quebradiças. A longo prazo, mata. Se bem que a longo prazo tudo mata."
Hayat, Faíza, O Evangelho Segundo a Serpente

13 comentários:

aidil disse...

Pelo que li estou a pensar pedir empréstimo,pode ser?

deep disse...

Concedido! Beijocas

'Tá Difícil disse...

Pela parte que me toca, está perdoada.

É bonito o som das palavras que aqui leio; é agradável dizê-las por esta ordem, talvez sejam estes (entre mais) requisitos para um texto bem escrito.
As ideias, porém... a memória é um dos meus mais fortes atributos... e olhe que nem sequer sou gémeos (segundo dizia o Rui Veloso).

Um beijinho

Araj disse...

confesso... é verdade

Carriço disse...

Pelas duas passagens já aqui postadas, já me despertou algum interesse, esse livro!

Saudações

boleia disse...

ora este é um evangelho que ainda não li... vou ver se me despacho a tratar disso!

pinky disse...

pronto! convenceste-me! esse livro vai ser a prenda do dia da mãe!

anatema disse...

Hola amiga. Es muy interesante lo que escribes en tu post, pero he de reflexionar sobre ello pues no estoy completamente de acuerdo.

Pero el texto es soberbio.

Un amigo, CSA, intenta recuperarme el blog. Quise borrar uno y se borró el otro. Soy muy ignorante con todo esto. Un abrazo.

aprendiz de viajante disse...

Interessante e muito curioso!

Um beijinho e fica bem.

Nilson Barcelli disse...

Discordo em vários detalhes, nomeadamente dizer-se que os homens envelhecem menos rapidamente que as mulheres. É ao contrário, até morrem, em média, mais cedo.
A verdade é que os homens não têm grande memória para os detalhes, mas sim para o essencial.
As mulheres são tendencialmente o contrário.
Daí que acredite que os homens sejam, de facto, menos rancorosos.
Beijos querida amiga.

unafresa disse...

Yo también te perdono.

LUA DE LOBOS disse...

A autora Maria de São Pedro, a Papiro Editora e a Fnac têm o prazer de convidar V.Exas. a estarem presentes para o lançamento do livro GATO PEDRA no dia 19 de Maio, pelas 19.00h na Fnac - Cascais Shopping.

Hipatia disse...

Eu, que não acredito em qualquer possibilidade de vida para além desta que quero viver e aproveitar, acho que a nossa imortalidade possível passa pelo tanto que formos preservados na memória dos outros. E nunca seremos capazes de o conseguir se poluirmos as nossas relações com rancores e invejas. Ou, pelo menos, não é assim que quero ser imortal :))