sexta-feira, dezembro 02, 2005

porto de saudade

Esta manhã ocorreu-me que já não vou à "Inbicta" há algum tempo (2, 3 meses?). Não me perdoarei se perder a iluminação de Natal da Baixa ou o cheiro a castanhas assadas (será a primeira vez em muitos anos!).
De súbito, a vontade tornou-se obsessão: tenho que ir ao Porto, tenho que ir ao Porto, tenho que ir ao Porto, tenho que ir ao Porto... O problema é mesmo tempo...

4 comentários:

Meguinha disse...

Este meu Porto... Tens mesmo que arranjar um tempinho porque vale bem a pena!Eu, pelo meu lado, adorava ir espreitar as iluminações de Natal de NY, mas para isso não basta só tempo, mas é sempre bom sonhar!

deep disse...

Eu também não me importava de ir a Nova Iorque, mas, não podendo ser (por razões várias!) o Porto já estaria muito bem! Afinal, o Porto é sempre o Porto, uma cidade aparentemente modesta, mas cheia de encantos.

Carriço disse...

Ora nem mais, Deep. Cheia de encantos! E tempo não é desculpa! ;)

Saudações

deep disse...

Carriço, és capaz de ter razão! É tão fácil atribuir culpas ao tempo ou à falta dele, não é?
Saudações