segunda-feira, julho 17, 2017

(Quase) um conselho

Um "devaneio" escrito há sete anos, para uma amiga.

Sê ave graciosa e insatisfeita
em inquieto voo.
Sê orvalho e sê brisa...
Sê a respiração da terra...

Nunca a sombra
de corpos alheios,
nunca o vulto ancorado
em noites sem dono,
nunca barco naufragado
em investidas de mágoa.

Sê sobre tudo,
sobretudo vive.

deep, Junho de 2010

6 comentários:

Isabel disse...

Um devaneio muito bonito!

Já estás de férias? Pelo menos já com menos trabalho, não é?

Beijinhos e uma boa semana:)

deep disse...

Obrigada, Isabel.

Ainda estou a trabalhar, mas, felizmente, daqui a uns dias as férias começam.
Espero que estejas bem e quase de férias... ou de férias.

Boa semana também para ti. Beijinhos

Graça Pires disse...

Fantástico poema! Adorei a ideia de ser "ave graciosa e insatisfeita
em inquieto voo." Que voe tão alto até perder a sombra...
Uma boa semana.
Beijos.

deep disse...

Obrigada, Graça. :)

Bom resto de semana.

Um beijinho

luisa disse...

Sobretudo, vivamos. E celebremos a vida. Gostei desse devaneio. :)

deep disse...

Obrigada, luisa. :) Um brinde à vida.

Beijinho