quinta-feira, março 02, 2017

Começamos a perder ao berlinde


Ferreira da Cunha, s/d

Começamos a perder ao berlinde
e acabamos a perder pessoas,
e tudo acontece tão depressa como o intervalo de recreio na escola,
quase nem dá para jogar à bola.

Surripiado do mural de Facebook da autora, a Raquel Serejo Martins

4 comentários:

Isabel Pires disse...

E é mesmo assim, sem dramas. Há berlindes para perder e ganhar e pessoas também.
Bom dia, deep!

Anónimo disse...

Concordo plenamente. Beijos. Elsa

Manuel Veiga disse...

o recreio é uma passagem...
para outros jogos.

(saudades de meu pião)

beijo

deep disse...

É mesmo assim, Isabel, sem dramas. Com a idade e a experiência, vamos relativizando e desdramatizando. :)

Elsa, acontece com todos. :)

Manuel, uma passagem necessária ao crescimento. :)

Beijo