domingo, abril 24, 2016

Os livros e a vida

"Conheci" o Dr. Júlio Machado Vaz no tempo da faculdade, quando ouvia, na Rádio Nova, o programa O Sexo dos Anjos, posteriormente transformado em livro. Aliás, ainda guardo a gravação de um dos programas, em cassete, que inclui "O que há-de ser de nós?", interpretado pelo Sérgio Godinho e pelo Ivan Lins.
Obrigada a repouso (para mal dos meus pecados!), esta manhã, decidi fazer "zapping" pelas rádios. Parei a busca na Antena 1 (as chamadas rádios "comerciais" cansam-me). Apanhei um programa com o Júlio Machado Vaz. O tema, pelo que pude perceber, era a importância dos livros na nossa vida, servindo a obra Memórias de Adriano de Marguerite Yourcenar de sustentação à conversa. Li outras obras da autora (neste momento, leio, aos bochechos, Denário de Sonho), mas não esta. Curiosa, fiz uma pesquisa rápida, que me pôs diante dos olhos alguns excertos da obra de que destaco os seguintes:
«Como toda a gente, só disponho de três meios para avaliar a existência humana: o estudo de nós próprios, o mais difícil e o mais perigoso, mas também o mais fecundo dos métodos; a observação dos homens, que na maior parte dos casos fazem tudo para nos esconder os seus segredos ou para nos convencer de que os têm; os livros, com os erros particulares de perspectiva que nascem entre as suas linhas.»
«A palavra escrita ensinou-me a escutar a voz humana, assim como as grandes atitudes imóveis das estátuas me ensinaram a apreciar os gestos. Em contrapartida, e posteriormente, a vida fez-me compreender os livros.
Mas estes mentem, mesmo os mais sinceros. Os menos hábeis, por falta de palavras e de frases onde possam abrangê-la, traçam da vida uma imagem trivial e pobre; alguns, como Lucano, tornam-na mais pesada e obstruída com uma solenidade que ela não tem. Outros, pelo contrário, como Petrónio, aligeiram-na, fazem dela uma bola saltitante e vazia, fácil de receber e de atirar num universo sem peso.»

«Adaptar-me-ia muito mal a um mundo sem livros; mas a realidade não está lá, porque eles a não contêm inteira.»

4 comentários:

nêspera disse...

Também ouvi hoje. ;)

Bom domingo. Beijo :)

deep disse...

Bom domingo, nêspera. :) Beijo

Laura Ferreira disse...

tenho pena de não ter ouvido.
também ouço a rádio nova. :)

deep disse...

Laura, naquele tempo, ouvia Rádio Nova, quando vim embora, deixei de a ouvir. :)

Bom feriado.