quinta-feira, julho 30, 2015

Saudade

o que me mata
é o silêncio
e o beijo
não ser na boca

o que me mata
é a falta
de seus olhos
nos meus

o que me mata
é a ausência
de mãos
e palavras

o que me mata
é esse breu.


Martha Galrão

5 comentários:

Isabel Pires disse...

Brutal!

deep disse...

Condensado, mas brutal. :)

Isabel disse...

Bonito!
Luísa, sempre vens a CB ou já não? Ando aqui a ver se acabo o único livro que tenho e que li da Rosa Montero "A Louca da Casa"...

Depois diz alguma coisa...
Beijinhos:)

deep disse...

Olá,Isabel.:)

Encontramo-nos mais tarde. Tenho umas horas de caminho pela frente! Bj

heretico disse...

beijo ao lado não conta. de facto...
maravilhosa síntese do breu.

abraço