sábado, fevereiro 14, 2015

Os dias traidores


Piia Lehti

São esses que nos passam pelas mãos

com gestos quotidianos,
onde nunca acontece
nada mais senão a vida
com minúscula, quero dizer.
Os do chá com limão enquanto lá fora chove
e se fuma no café para passar a tarde,
os do regresso a casa pelas ruas do costume.
São os dias das coisas pequenas
que secretamente pactuam connosco
o peso dos anos.
Os dias traidores:
silenciosos, amáveis
são o futuro que pouco a pouco aproximam
o oculto abraço da morte
com a mesma doçura
com que os braços do amigo acolhem o meu cansaço.

Silvia Ugidos, Poesia Espanhola Anos 90, Relógio d’Água, 2000

4 comentários:

pcristinasantos disse...

Gosto! Beijinhos

deep disse...

:)

Beijinhos

Isabel disse...

Gostei do post. Não conheço a poetisa...
:)

deep disse...

Obrigada, Isabel.

É uma poetisa jovem, portuense, se não me engano. :)