terça-feira, março 19, 2013

Os meus melhores amigos



Ainda que nem sempre estejamos de acordo, ainda que haja entre nós alguns anos de diferença e muitas vivências que nos fazem ver o mundo de outra forma, ainda que nem sempre consigamos verbalizar as preocupações ou os medos que nos desassossegam, os meus pais são, sem qualquer dúvida, os meus melhores amigos. Eu sei, sem que eles precisem de o dizer, que querem o melhor para os filhos e para as netas e que sentem um orgulho imenso nos filhos que têm, com todos os defeitos e virtudes.
Hoje, apesar de ter sido um dia de trabalho, conseguimos - eu, o meu irmão e as minhas sobrinhas -, a correr, almoçar com os meus pais, que moram a alguns quilómetros. Não foram necessárias palavras para sabermos como ficaram felizes por nos ter lá, assim, quase de surpresa.

2 comentários:

© Piedade Araújo Sol disse...

todos os filhos deviam seguir o teu exemplo.

os pais devem ter ficado muito felizes.

um beijo

:)

deep disse...

Obrigada, Piedade.

Na verdade, tenho a sorte de não viver longe e de poder estar com eles praticamente todas as semanas.

Um beijo. :)