sexta-feira, janeiro 18, 2013

Ecce homo


Desbaratamos deuses, procurando
Um que nos satisfaça ou justifique.
Desbaratamos esperança, imaginando
Uma causa maior que nos explique.

Pensando nos secamos e perdemos
Esta força selvagem e secreta,
Esta semente agreste que trazemos
E gera heróis e homens e poetas.

Pois Deuses somos nós. Deuses do fogo
Malhando-nos a carne, até que em brasa
Nossos sexos furiosos se confundam,

Nossos corpos pensantes se entrelacem
E sangue, raiva, desespero ou asa,
Os filhos que tivermos forem nossos.
José Carlos Ary dos Santos

Do poeta Ary, que partiu num dia 18 de Janeiro (1984)...

4 comentários:

Nilson Barcelli disse...

Gosto da poesia do JC Ary dos Santos. E tu fizeste uma boa escolha, embora este poema não seja dos mais conhecidos do poeta.
Querida amiga, tem um bom fim de semana.
Beijo.

Mar Arável disse...

O nosso Ary

Bjs

deep disse...

Obrigada a ambos. Bjs e bom resto de fim-de-semana.

Anónimo disse...

Gosto bastante.