sexta-feira, outubro 19, 2012

7 anos

talvez seja muito tempo neste mundo blogosférico. 
Apesar de ser um espaço cada vez menos frequentado, como, de resto, acontece com a maior parte dos blogues, ainda não sinto o "Letras" como uma casa decrépita. De vez em quando, passo para abrir as janelas e renovar o ar. A maior parte dos visitantes antigos deixou de passar por cá. Em contrapartida, há vizinhos novos que, como alguns (poucos) dos antigos, passam, batem à porta, se sentam no sofá e dão dois dedos de conversa. 
O "Letras" apresentou-me algumas pessoas que talvez nunca tivesse conhecido se este espaço não existisse e permitiu-me o reencontro com outras que tinham ficado presas no passado. 
Hoje, este ainda é o meu refúgio, o lugar da "Deep", o nome que, sem pretensões, roubei do CD de eleição do Peter Murphy. Ainda que público, é este espaço que, por vezes, me permite a ilusão de que me resguardo dos olhares alheios e me serve de regaço.

A todos quantos têm contribuído para a sobrevivência desta casa agradeço as palavras de incentivo e a presença, mais ou menos assídua, mas sempre simpática e reconfortante. Obrigada! Voltem sempre - e mais vezes -, que eu gosto de vos ler por cá.

2 comentários:

Anónimo disse...

Obrigada também por este blogue. :)

deep disse...

Obrigada pela presença e pelas palavras. Sabe sempre bem ter companhia, até por aqui. :)