quarta-feira, junho 06, 2012

Há momentos

em que deixamos de acreditar, em nós, nos outros, e em que perdemos a vontade de sonhar...
A vantagem de ter passado os 40 é que agora sei que as desilusões, como a dor que elas nos causam, não são uma tragédia, nem duram para sempre. Tudo é uma questão de paciência. O tempo  acaba por obrigar-nos a relativizar os problemas e por trazer-nos novas ilusões que nos distraem durante algum tempo, fazendo-nos esquecer as experiências menos positivas e dar menos importância a pessoas que estiveram no centro dessas experiências.

5 comentários:

Anónimo disse...

Eu ainda não consegui chegar aí completamente... Ainda penso que o mundo vai acabar. Preciso de ganhar mais calo, digamos assim.

deep disse...

Passar pelas coisas repetidamente ajuda. Isto não significa que as situações não me toquem, procuro, isso sim, pensar menos nelas. :)

Anónimo disse...

Como diz um amigo meu, a experiência é fonte de conhecimento...bjs

Elsa A.

Isabel disse...

essas palavras são um bálsamo para quem está no centro do turbilhão...passa,tudo passa! Haja paciência...obrigada!

deep disse...

Elsa, ainda bem que assim é. Caso contrário, passaríamos a vida entregues ao sofrimento.

Isabel, não tem de agradecer. Isto é só o que eu penso... mas, se ajudo, melhor!

Obrigada a todos pelas palavras e pela companhia.

Bom resto de semana. :)