domingo, abril 15, 2012

Pássaro solitário

Ceifaram-me as asas
antes de as sentir


Como
abri-las
senão imaginando?


Casimiro de Brito

Sem comentários: