sexta-feira, fevereiro 04, 2011

I’m just a jealous guy

Ultimamente, tenho-me dado conta de que há dois estados que motivam, ainda que a maior parte das vezes não tenhamos consciência de tal, os nossos actos: o ciúme e a necessidade de protagonismo. Um e outro conduzem-nos a uma cegueira tamanha, que perdemos o chão e o discernimento e, não raras vezes, o que conseguimos é tão só ser ridículos e construir muros que nos afastam cada vez mais dos outros. Um e outro manifestam-se a vários níveis e nas diversas relações interpessoais que desenvolvemos. Um e outro são, a meu ver, indissociáveis.

Não sei se a necessidade de protagonismo vem inscrita no nosso código genético, mas se não, desenvolve-se, com toda a certeza, desde muito cedo, traduzindo-se em complexos que os entendidos apelidaram de “Édipo”, para os meninos, e de “Electra”, para as meninas e que nos lembram que na nossa “remota” infância fomos acudidos por instintos parricidas e matricidas.

Ainda na infância, a suspeita de que possamos estar a perder protagonismo junto dos pais, a braços com as necessidades mais prementes dos filhos mais novos, faz de nós seres enciumados e, consequentemente, birrentos.

Seria um sossego se os ciúmes e as birras fossem exclusivos de um período balizado da nossa vida e que terminassem quando crescemos e nos tornamos adultos “maduros e sensatos”. Suspeito, porém, que, com a idade, eles não só aumentam como refinam.

Há pessoas que reagem com pouco contida e mal disfarçada agressividade e amuos aparentemente infundados quando a cara metade cumprimenta ou elogia um amigo ou uma amiga que julgam melhores e mais bonitos (ainda que não sejam), outras esquivam-se aos encontros com os amigos quando incluem a presença de outros e há aquelas que, no local de trabalho, quando suspeitam que estão a perder o protagonismo, a aura que durante anos acreditaram que tiveram, comportam-se como feras acossadas, atacando com uma cegueira descontrolada quem se atravesse no caminho.


A música que me ocorre:

4 comentários:

Anónimo disse...

Ah!...

bjokas

maria3

tsiwari disse...

Quem se anda a portar mal na tua escola??


:)***

deep disse...

maria3, o que quer dizer o "Ah!"? :)

tsiwari, talvez também eu própria. :)

Beijos e votos de boa semana para ambos.

Anónimo disse...

Ah! zangada...

bjokas

maria3