sexta-feira, setembro 24, 2010

Por ora...

Estão saradas todas as feridas:
as dos amores que partiram;
as dos amores que não chegaram a sê-lo;
as feridas das amizades
que se revelaram traições.


Estão apaziguados os remorsos
das palavras ditas;
das palavras caladas;
dos passos em falso.
Outros virão, com ou sem aviso...


Por ora, bastam-me estes olhos
para ver os crepúsculos,
bastam-me estas mãos com que cruzo os fios
que tecem os dias que reclamo meus
e só a mim pertencem...

4 comentários:

CCF disse...

:) Estamos em paz quando somos nós e gostamos do que somos.
Aquele abraço
~CC~

deep disse...

Sem dúvida, CC.

Um abraço e votos de bom fim-de-semana. :)

Virgínia do Carmo disse...

è bom termos aquele espaço em nós onde nos respirarmos e repousarmos das crueldades que se nos vão inflingindo!

Um terno e solidário abraço....

deep disse...

Antes de tudo, é importante é conseguirmos conviver com o que somos para superarmos com força as adversidades.

Obrigada. Um abraço sabe sempre bem. :)

Boa semana. Beijinhos