domingo, maio 23, 2010

Pássaros, passarinhos, passarões, aves de rapina...

Viveu em tempos um pintor que nunca conseguia acabar de pintar uma ave, fosse ela uma cegonha ou uma garça. Quando se preparava para dar a última pincelada, ela levantava voo.
E o pintor ficava muito tempo ainda a persegui-la com o pincel no céu azul...

Jorge de Sousa Braga, "A Última Pincelada"

Comigo acontece quase o mesmo: aponto a máquina, mas nunca consigo fotografar aves... ou porque elas voam antes que eu consiga fixá-las no ecrã ou porque o zoom é insuficiente. Acabo por me contentar em observá-las com a ajuda do telescópio e dos binóculos ou a olho nu, sempre com o auxílio de quem sabe. Pelo meio, aproveito para fotografar flores, modelos bem menos irrequietos.
Esta manhã, observámos milhafres negros, cegonhas, cartaxos, andorinhas, pardais, uma perdiz, mergulhões, patos...
Fiquei, por exemplo, a saber que a diferença entre um pato e um mergulhão reside não só na morfologia, mas também na maneira como cada um nada e que uma das formas de identificar rapinas em voo é olhar-lhes para o formato da cauda. Foi-me igualmente explicado que posso chamar "passarinho" a um pardal ou a uma andorinha, mas não posso fazê-lo se se tratar de um piriquito ou de um andorinhão - apenas os primeiros se incluem no grupo dos "passeriformes".

11 comentários:

Lídia Borges disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
wandolas disse...

Valeu a pena ter mudado de ideias.
A beleza das flores compensa as escapadelas das aves.

as-nunes disse...

Olá deep

Só tenho é que tentar penitenciar-me por tão longa ausência deste espaço, na zona de comentários. Este merece a nossa melhor atenção.
O campo, nesta altura do ano, está uma maravilha. Uma profusão de cores e de pinturas naturistas é o que podemos apreciar amiúde. Convém é meter pés ao caminho.

Também eu gostava de ter uma objectiva (aliás várias) que me permitisse captar o maravilhoso das aves em pleno voo. E as de rapina não se ficam atrás, pelo contrário.

Estou a tentar vender um carro em razoável estado (posso prová-lo) só para arranjar dinheiro para comprar ao menos uma Sigma 1200 mmm.
Fiquei com ele, há um ano, convencido que me ia dar muito jeito, afinal só me está a ocupar espaço na garagem.

Publicidade (a que eu me permiti fazer) à parte, as fotos estão excelentes.

Um abraço
António

ana maria disse...

Lindas, as tuas flores!

Ana disse...

Os os passareites onde se inserem??
:)) :))

Ana disse...

incluem????!!

deep disse...

wandolas, tens razão. Valeu muito a pena!

as-nunes, está perfeitamente perdoado. No meu caso, mesmo que tivesse as objectivas, estas não me serviriam de muito, uma vez que, infelizmente, sou uma leiga em fotografia.
Obrigada. :)

Ana, os "passareite" ficam no linguajar de uma "minorca" dada a neologismos anglófonos. :) "Incluem" talvez seja um termo mais preciso...
Bjs :)

tsiwari disse...

Gosto das tuas fotos...



:)*

deep disse...

Obrigada, tsiwari. :)***

Dulce disse...

As fotos estão liiiindas!
(Imagina se não fosses leiga!...)

deep disse...

Dulce, obrigada! Penso que não passo de uma leiga com um ou outro golpe de sorte... mas a paisagem também tem muita culpa!
:)