terça-feira, fevereiro 10, 2009

regressar aos velhinhos

Cantiga, partindo-se Senhora, partem tão tristes meus olhos por vós, meu bem, que nunca tão tristes vistes outros nenhuns por ninguém. Tão tristes, tão saudosos, tão doentes da partida, tão cansados, tão chorosos, da morte mais desejosos cem mil vezes que da vida. Partem tão tristes, os tristes, tão fora de esperar bem, que nunca tão tristes vistes outros nenhuns por ninguém. João Roiz de Castelo-Branco, Cancioneiro Geral de Garcia de Resende Este Inferno de Amar Este inferno de amar – como eu amo! Quem mo pôs aqui n’alma… quem foi? Esta chama que alenta e consome, Que é vida – e que a vida destrói. Como é que se veio atear, Quando – ai, se há-de ela apagar? Eu não sei, não me lembra: o passado, A outra vida que dantes vivi Era um sonho talvez… foi um sonho. Em que a paz tão serena a dormi! Oh! Que doce era aquele olhar… Quem me veio, ai de mim! Despertar? Só me lembra que um dia formoso Eu passei… Dava o Sol tanta luz! E os meus olhos que vagos giravam, Em seus olhos ardentes os pus. Que fez ela? Eu que fiz? Não o sei; Mas nessa hora a viver comecei… Almeida Garrett , Folhas Caídas O Amor O amor, quando se revela, Não se sabe revelar. Sabe bem olhar p'ra ela, Mas não lhe sabe falar. Quem quer dizer o que sente Não sabe o que há-de dizer. Fala: parece que mente Cala: parece esquecer Ah, mas se ela adivinhasse, Se pudesse ouvir o olhar, E se um olhar lhe bastasse Pr'a saber que a estão a amar! Mas quem sente muito, cala; Quem quer dizer quanto sente Fica sem alma nem fala, Fica só, inteiramente! Mas se isto puder contar-lhe O que não lhe ouso contar, Já não terei que falar-lhe Porque lhe estou a falar... Fernando Pessoa, Poesias Inéditas

5 comentários:

clorinda disse...

Um prazer ler
CarpeDiem

CCF disse...

Um dia recebi esse poema de um anónimo. Infelizmente quis saber quem era. Devia ter ficado pelo poema.
Abraço,
~CC~

vaandando disse...

belos poemas e bem haja por trazê-los aqui...
Abraço ____________----

JRMarto

Nilson Barcelli disse...

Três clássicos, diria obrigatórios.
Bela escolha, como sempre.
Beijo.

wandolas disse...

Um trio bem escolhido.
Que sabe fonte de inspiração para o dia dos namorados que se avizinha!
Bjos wandolas