sexta-feira, agosto 15, 2008

saudades do mar...

(S. Miguel, Julho de 2008)
15.
O que me inunda o coração e a alma
é um rastro longínquo sobre a terra.
Acredito que chegas à ausência desta praia
para despertar o mar.
A leveza da ausência é esta onda frágil
que jamais chegará.
Amadeu Baptista, Arte do Regresso

4 comentários:

vaandando disse...

um poema excelente de um grande poeta, Amadeu Baptista!
Tenho nas mãos um livro do Poeta que ando a ler devagar : trata-se de »Sobre as imagens»
cordialmente
JRMarto

Anónimo disse...

Bela foto!
Bjinhos Wandolas

Carla disse...

Uma foto que convida a sonhar e um poema lindo! Diria que o regresso é sempre uma arte... Beijinhos e boa semana!

blimunda disse...

Linda foto!Fez-me lembrar uma idêntica que me ofereceram de presente num Natal passado no outro lado do mundo!
Quando eu me entender melhor com isto de postar (juro que às vezes me sinto a estupidificar!!!), colo-a numa das paredes do meu canto!! bjito