quinta-feira, abril 10, 2008

É por situações destas que: - a infância e a adolescência não me parecem - quase desde sempre - "lugares" inocentes e "idílicos"; - penso que alguns jovens com idade inferior a dezasseis anos deveriam ser julgados como adultos; - acredito cada vez menos na regeneração humana...

3 comentários:

ana maria disse...

De acordo!
Este mundo está a ficar muito cruel...É assustador!
Espero que a chuva (que a mim não incomoda tanto, principalmente se estiver na caminha...) não lave a alma de toda a boa disposição!
Fica bem!

M&M disse...

entre os 12 e os 16 anos pode-lhes ser aberto um processo no tribunal de familia e menores - os processos tutelares educativos e podem ser-lhes aplicadas as chamadas medidas tutelares educativas. estas vão desde uma simples admoestação, tarefas a favor da comunidade, e outras até à mais gravosa que é a de internamento em centro tutelar educativo.
segundo a lei o que se visa com estes processos é educar os menores para o direito, concluindo-se que eles ainda não interiorizaram as normas de convivência em sociedade.
são processos que funcionam e para a maioria dos miudos são suficientes.
outros passam do sistema tutelar educativo para o sistema penal num ápice.
é tudo muito complexo; muitas vezes até os acho muito "bons" tendo em conta os agregados onde se encontram inseridos.
muitas familias são completamente disfuncionais e deixam os miudos entregues a si próprios desde tenra idade.
mas também existem os outros... e em relação a estes tenho a mesma opinião que tu, poderiam ser julgados como adultos.
bom...como vês este é um tema que me diz muito.
desculpa o relambório : )

Anónimo disse...

eu penso que havia de haver »escolas» para pais , avós , vizinhos , e adolescentes, patrões e professores....
Uma escola que envolvesse a sociedade sem preconceitos ou lições de vida... Uma escola que envolvesse jogos interactivos em que todos reflectissem , e comparticipada simbolicamente... Regenerar , só a palavra arrepia....
cordialmente Jrmarto