quarta-feira, outubro 31, 2007

outono












Árvores há no outono que conhecem


O toque e ardor das folhas da manhã

E esperando-as, altas adormecem.

Com espaço e vento nunca a vida é vã.

Vitorino Nemésio

Agradeço à menina que hoje me enviou este poema por email. :)

2 comentários:

Astor disse...

e será que é desta que vem o Outono?

*

aidil disse...

Nunca a vida é vã, quando temos amigos que nos dizem bom dia com poesia...