sexta-feira, março 10, 2006

desejos de fim-de-semana...

Ah, que me metam entre cobertores, E não me façam mais nada!... Que a porta do meu quarto fique para sempre fechada, Que não se abra mesmo para ti se tu lá fores! Lã vermelha, leito fofo. Tudo bem calafetado... Nenhum livro, nenhum livro à cabeceira... Façam apenas com que eu tenha sempre a meu lado Bolos de ovos e uma garrafa de Madeira. (...) Quanto a ti, meu amor, podes vir às quintas-feiras, Se quiseres ser gentil, perguntar como estou. Agora no meu quarto é que tu não entras, mesmo com as melhores maneiras... Nada a fazer minha rica. O menino dorme. Tudo o mais acabou.
Mário de Sá-Carneiro, Caranguejola (excertos)
Venham os bolos de ovos... a garrafa de Madeira fica adiada para quando passar a gripe...

13 comentários:

xana disse...

ena...deep..
que poema fantástico.
Eu desconhecia e agora ...
enriqueci!
E para repartir os dividendos
dou-te a ti:
uma abraço forte e quentinho
para te ajudar a curar essa gripe!
E um olá e um beijinho!
Duas vezes ao dia.
Antes e depos das refeições!
É a minha receita!!

Vais ver que vais melhorar!
Para mais informações...
consulte o médico ou farmaceutico.........:)

'Tá Difícil disse...

(completando o poema da anterior comentadora...)

"... e se acaso restam compassos,
muitos beijos e abraços."

Bom fim de semana.
Boas melhoras.

Miguel disse...

Madeira talvez não, mas uma bagacito quente com mel?

Fecha a porta do quarto, fecha antes que alguém se lembre mesmo de te levar isso!

Boas melhoras, beijo.

Carlota disse...

Votos de rápida recuperação!
Bom fim de semana.
Beijola

Desambientado disse...

Amiga Deep.

Votos de rápida recuperação.

Beijos soprados pelo Anticiclone.

Miguel disse...

Só agora vi o relégio novo!
Lindo...deve ter custado um dinheirão!

Araj disse...

Bem... um poema do meu poéta predilecto... só isso já dá para animar o fim-de-semana... As rápida melhoras...

deep disse...

Bem, com tanto mimo, é caso para pensar se não vale a pena ficar com gripe umas vezes por ano...

Xana e Tá Difícil, tenho seguido a receita... óptima sobretudo para a alma! Obrigada.

Miguel, talvez o bagacito quente tivesse um efeito mais imediato do que o antibiótico... Mas agora não posso fazer nada: comprometi-me com a ciência...
Ah, quanto ao relógio, como deves imaginar, foi caríssimo: este está para os relógios como os ecrãs de plasma para as televisões!

Carlota, obrigada e um óptimo fim-de-semana para ti também!

Desambientado, obrigada. Estive nos Açores no Verão, mas apenas em S. Miguel, que adorei...

Araj, obrigada.Mário de Sá-Carneiro também foi, durante algum tempo, o meu escritor favorito, na prosa e na poesia.

Bjs e bom resto de fim-de-semana para todos.

Carlos Estroia disse...

mário de sá carneiro continua a ser um dos meus escritores favoritos... quaqndo quero ler sobretudo obras da imaginação e então releio...a para com Edgar Alan Poe...

Quanto à garrafa da madeira manda para mim que eu trato-lhe da saúde...

Quanto à gripe vou pelo Miguel...

Bfs e que a gripe passe rápido
Abraços

gala disse...

Oizz Deep, não sabia que estavas doente :( olha...eu não estou ...(acho)..e este poema assentou-me como uma luva :) as melhoras , beijinhos

anatema disse...

Hola amiga. Gracias por venir a mi blog.

En cuanto a ti...me ha gustado mucho ese poema. Es muy agradable que pregunten por nosotros, que quieran saber como estamos, sobre todo si la pregunta la hace el ser amado.
"dime amor
cómo estás
cómo estás tú hoy
dímelo
dímelo..."

pinky disse...

ai ai bolo de ovos que coisa boa!
estás melhor? hope so! o sol chegou aí?

deep disse...

Gala, Pinky e Carlos, obrigada pela preocupação. Já estou praticamente curada.

Anatema, benvinda à minha "casa".