sexta-feira, dezembro 16, 2005

perversidade

Fico triste e sinto-me impotente perante situações de violência, sobretudo quando esta é "gratuita".
No recreio de uma escola, um aluno crescido, em tamanho e em idade, resolveu intervir numa briga entre colegas mais novos. Não o fez para apaziguar os ânimos. Pelo contrário, decidiu, num puro acto de violência, e valendo-se do facto de ser mais "forte", atirar ao chão um dos colegas implicados na briga. Fê-lo com tal brutalidade que o mais novo caiu inconsciente no chão. Da queda resultaram um traumatismo craniano, um braço e uma perna imóveis e talvez outras complicações que os demorados exames ( o interior continua longe de tudo!) hão-de confirmar ou negar.
Ao agressor foi aplicada uma suspensão de cinco dias e uma breve passgem pelo posto da GNR local.

1 comentário:

Carriço disse...

É a triste realidade. E não é só nas escolas e nessas idades, infelizmente!

Saudações