segunda-feira, novembro 07, 2005

Os actos de crescente vandalismo em França são preocupantes, tanto mais quanto o próprio governo de um país dito "civilizado" parece não ser capaz de os travar. Fico, sobretudo, preocupada, porque me parece que, a esta altura, esses actos já não têm uma causa nem um fim justificados (se é que há justificação para qualquer tipo de violência), mas é tão só a violência pela violência. Casos como este entristecem-nos, tornam-nos cépticos, fazem-nos sentir impotentes e mostram-nos que a noção de "civilização" parece não acompanhar aquilo que se entende por "progresso histórico". Terão sido menos "civilizados" os cruzados na Terra Santa, os Romanos, os povos do Norte da Europa, etc.? Se considerarmos que nos separam séculos e que é suposto termos evoluído...

Sem comentários: