segunda-feira, maio 01, 2017

Meu Maio


A todos
Que saíram às ruas
De corpo-máquina cansado,
A todos
Que imploram feriado
Às costas que a terra extenua –
Primeiro de Maio!
Meu mundo, em primaveras,
Derrete a neve com sol gaio.
Sou operário –
Este é o meu maio!
Sou camponês - Este é o meu mês.
Sou ferro –
Eis o maio que eu quero!
Sou terra –
O maio é minha era!

Vladimir Maiakovski

5 comentários:

CCF disse...

Oh há quanto tempo não lia um poema dele, fez parte da minha formação como adolescente muito à esquerda. Também adoro Maio só por ser um mês lindo.
~CC~

Graça Pires disse...

Magnífico poema de Vladimir Maiakovski. Obrigada por partilhares.
Uma boa semana. Um bom primeiro de Maio.
Um beijo.

Isabel Pires disse...

Alfazema, não é?
Gosto deste poema.

deep disse...

Conheço pouco o autor, CC. Também gosto do mês de Maio, pela belez aque empresta aos campos e por ser ameno. :) Um abraço, com votos de que tudo esteja a correr pelo melhor.

Graça, partilhar é sempre um prazer.
Boa semana e um Maio feliz.
Um beijo

Isabel, é uma variedade campestre, conhecida também como rosmaninho ou arçã. Este último termo é transmontano, tanto quanto sei.
Também gosto do poema e muito de rosmaninho.
Boa semana. Beijo

Lídia Borges disse...



Uma excelente escolha, sem dúvida!

Beijinho

Lídia