segunda-feira, março 20, 2017

Sobre nuvens e sonhos

Imagem de Fernanda Furtado

Vejo que cresceste.
Percebo que são, agora,
maiores os teus braços,
as tuas pernas, todo o teu corpo.

Mas, nos teus olhos,
vivos na sua timidez,
assoma ainda a candura
da menina que foste.

Dizes-me que estás a caminho
de seres mulher…
E eu adivinho cavalos no teu peito,
ora dóceis, ora indómitos,
inquietos na ânsia

de conquistar nuvens e sonhos.

Tosco devaneio, escrito para celebrar os 18 anos de uma amiga que vi nascer

Sem comentários: