quinta-feira, fevereiro 02, 2017

Preguiça e poesia

«Quando era jovem, apaixonava-se todas as semanas, em geral às terças-feiras e desapaixonava-se às sextas, pois era um gato preguiçoso e tirava o sábado, o domingo e a segunda para descansar.»

«A poesia não está somente nos versos, por vezes ela está no coração, e é tamanha, a ponto de não caber nas palavras.» 


Jorge Amado, O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá (com ilustrações de Carybé)

6 comentários:

ana disse...

tão bom :)

Isabel Pires disse...

Bonito, deep!
E que bela ilustração.

luisa disse...

Estar apaixonado também dá trabalho... Três dias por semana para descansar é que era. Esperto, o gatinho. :)

deep disse...

Aquece a alma, não é ana? :)

É mesmo, Isabel. :)

Se dá trabalho, Luísa. :)

ana disse...

apetece-me ler outra vez Jorge Amado :)

deep disse...

Penso que ele merece, ana.:)

Ontem, reli passagens deste Gato Malhado...