quinta-feira, setembro 29, 2016

Das nuvens pelo ar a branda guerra*


* Um verso do soneto "A fermosura desta fresca serra", de Camões

6 comentários:

Jaime Portela disse...

Excelente escolho do título para uma excelente foto.
Já há imenso tempo que aqui não vinha (acho que nos perdemos não sei onde...).
Amiga Deep, tem um bom resto de semana.
Beijo.

Isabel Pires disse...

Bela foto, deep!

Mar Arável disse...

Doces também os cabelos desgrenhados

Mister Vertigo disse...

Uma bela imagem dessas nuvens que por vezes nos apetece tocar quando precisamente andamos nas nuvens a decifrar as formas que elas vão construindo.
Bom domingo

Graça Pires disse...

Maravilhosa a fotografia!
Obrigada pelas palavras deixadas no meu "Ortografia". Também gostei muito do livro da Raquel.
Passarei por aqui outras vezes.
Beijos.

deep disse...

Jaime, gosto de o rever por aqui. Penso que não nos perdemos, só estivemos um pouco ausentes.

Obrigada. :) Boa semana. Beijo

Isabel, obrigada. :) Beijnhos

Também, Mar Arável! :)

Mister Vertigo, obrigada. :) Boa semana.

Obrigada, Graça Pires. Gosto muito dos livros da Raquel ( e da Raquel!) e muito dos seus livros (moram dois na minha estante). Beijos