sexta-feira, junho 24, 2016

Talvez seja...

Sem criatividade, sem tempo, sem vontade... 

Há trabalhos que, ao fim de algum tempo, nos "matam"... 

Só me ocorre Campos:


Não, não é cansaço...
É uma quantidade de desilusão
Que se me entranha na espécie de pensar.
É um domingo às avessas
Do sentimento,
Um feriado passado no abismo...
Não, cansaço não é...
É eu estar existindo
E também o mundo,
Com tudo aquilo que contém,
Como tudo aquilo que nele se desdobra
E afinal é a mesma coisa variada em cópias iguais.


Bom fim-de-semana para quem (ainda) passa. :)

3 comentários:

Isabel Pires disse...

deep, que coincidência: ainda há pouco dias partilhei este poema.
Passo sempre, sim.
Bom fim-de-semana!

eu.a.outra disse...

entendo tão bem :)

deep disse...

Isabel,tenho sido pouco assídua na tua "casa", mas, quando passo por lá, percebo que continuas a publicar textos e imagens belos e pertinentes. Hei-de regressar. :)
Bom domingo. Beijo

eu.a.outra, obrigada pela visita. Bom domingo. :)