terça-feira, janeiro 12, 2016

Palavras que gostaríamos de ter escrito

E existes tu

Há talvez um verso que não volte a encontrar, há talvez uma palavra que não volte a dizer, há talvez uma cor que não veja jamais, há talvez uma árvore em que não toque de novo. E existes tu, que sem encontrar, encontro, sem dizer, digo, sem ver, vejo, sem tocar, toco. A cada dia, a cada hora, a tua ausência se adentra mais em mim. Um dia, ela será eu. E eu, ser-te-ei.

Texto surripiado daqui. (Espero que o autor me perdoe o "roubo".)

4 comentários:

Isabel Pires disse...

Um roubo por uma boa causa!
Fizeste bem!

deep disse...

:)

Beijo, Isabel.

heretico disse...

sublime ascese ...

beijo

deep disse...

Sem dúvida, heretico. :)

Beijo