sexta-feira, outubro 23, 2015

Por equívoco

Sim, tens razão: não precisamos de ter alguém para sermos felizes. Não precisamos do peso da rotina, do espaço disputado, da erosão das relações, da falta de palavras ao pequeno almoço. Há outras formas de sermos menos infelizes. Sobretudo se a pessoa que julgamos estar connosco adoptou como eterna e pacífica companhia um sofá, que não protesta, não amua, não fica deprimido e ao qual dedica apenas um tempo egoísta - o seu. Além disso, como escreveu o Vasco Graça Moura «já ninguém morre de amor». Eu suspeito que nunca ninguém morreu de amor. Até Romeu e Julieta morreram por equívoco.

11 comentários:

ana disse...

diz o tolentino 'Ainda espero o amor
como no ringue o lutador caído
espera a sala vazia ...'
:) boa sexta, deep

deep disse...

ana, gosto muito de Tolentino. Apesar de tudo,é importante não desistir do amor.

Uma boa sexta, ana. :)

Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Interessante reflexão!

deep disse...

Obrigada, Rui. :)

CCF disse...


Mas o amor pode ter várias formas e formatos e não implicar partilha diária do sofá. Eu gosto mais do formato cada um no seu sofá e às vezes no mesmo...pode ser que mais tarde mude de ideias, talvez na velhice.
~CC~

Mar Arável disse...

Tantos são os mortos

que morreram por amor

Bj

Isabel disse...

Gostei do texto!

Hoje é tudo tão efémero, até as relações!

Beijinhos:)
Bom fim-de-semana:)

pcristinasantos disse...

O óbvio será sempre o mais difícil de ver, não é?
Bonito e sentido!
Bom fim de semana, menina! :)

deep disse...

CC,estou plenamente de acordo. Sou de todo a favor dessa ideia de cada um ter o seu sofá e de ceder a partilhá-lo de vez em quando. Mas quando uma das partes opta pelo sofá, abdicando da companhia do outro alguma coisa não está bem. :)

Talvez, Mar Arável.:)

Infelizmente,cada vez mais,Isabel.:)

Assim é muitas vezes,Paula.:) Obrigada.

Beijinhos e votos de bom fim-de-semana para todos.

Lia Noronha disse...

Que bom seria se o amor pudesse sempre despertar no outro o seu melhor...e não fechar-se em vontades próprias...
adorei td por aqui..vou seguir-te..abraços meus.

deep disse...

Ainda que as atitudes do outro possam magoar-nos, é sempre melhor que siga as suas vontades próprias. O amor não se faz de (algumas?)obrigações.

Obrigada pelas palavras e pela visita! :) Bom fim-de-semana. Abraço