domingo, outubro 18, 2015

Apontamento

Tenho de confessar: por vezes, até te compreendo. Também eu tenho essa tentação pela solidão, a aversão às multidões, aos grupos. Também eu amo o meu cantinho, com as coisas simples que o habitam e que são parte de mim. Também eu tenho quase sempre um «não» ou uma desculpa na ponta da língua quando insistem para que saia de casa e conviva. Como tu, costumo encontrar mil e um pretextos para não estar mais tempo com aqueles que amo, embora tenha a certeza de que os amo. Mil e um pretextos para continuar só. Mas sei que, se me esforçar, encontrarei pelo menos mil e dois para não estar.

9 comentários:

ana disse...

e sem esforço... ? ;)

© Piedade Araújo Sol disse...

todos nós precisamos dos nossos momentos de solidão, mas nunca devemos ser egoístas deles pois também há quem precise de nós e da nossa companhia.
bom domingo.
beijo
:)

deep disse...

ana, sem esforço também. :)

Tudo com conta, peso e medida, Piedade. :)

Bom domingo para ambas. Bjs

Isabel disse...

Eu também gosto muito de estar sozinha, talvez porque saiba que se quiser companhia a tenho (família e amigos, aqui na cidade), mas é uma solidão por opção. A solidão que não se escolhe, como a dos velhinhos, essa é dolorosa.

Beijinhos:)

deep disse...

Comigo acontece o mesmo, Isabel. Embora esteja muitas vezes sozinha, sei que posso sempre contar com a companhia das pessoas de quem gosto. :)

Beijinhos

Isabel Pires disse...

Deep, se eu não soubesse que tinha sido escrito por ti, era capaz de me baralhar, e tomar este texto como meu. Não por escrever tão bem quanto tu, mas por pensar e agir exactamente dessa forma.
Beijo.

deep disse...

Vê só como somos,Isabel! E eu que acho sempre que tu escreves melhor do que eu!

Afinidades... ;)

Beijo

pcristinasantos disse...

Gosto da 'soltura'do texto.
Também tenho essa vontade de isolamento, muitas vezes. E sabes, sabe muito bem! Por outro lado, acho que todas as razões são válidas para estarmos junto dos que amamos e nos amam.

Um beijinho muito grande e, boa semana.:-)

deep disse...

Paula, talvez todos, em graus diferentes, tenhamos essa necessidade de solidão, de vez em quando. :)

Obrigada. Beijinhos