segunda-feira, setembro 21, 2015

Indiferença consentida.

Vem
se pela própria vontade.
Entra na casa
que também é tua.
A porta fica encostada.
Se eu não estiver senta-te
e espera
não devo demorar.
Se te for difícil o vazio
volta noutro dia.

Da amiga que publica aqui.

2 comentários:

pcristinasantos disse...

Obrigada pela partilha!

Que possamos não ser vazios. :)

deep disse...

Partilhar é um prazer!

As palavras belos e os bons sentimentos não nos deixam ficar vazios. :)