segunda-feira, junho 22, 2015

e depois há aqueles dias


e depois há aqueles dias, em que a brisa
refresca os medos
a lama forma lagos no coração
em que se adormece em sonos claros
que ainda não compreendemos

As palavras de uma amiga e um desenho de Miguelanxo Prado

3 comentários:

pcristinasantos disse...

Obrigada, Luísa. Fiquei emocionada com as partilhas.
Um abraço!

deep disse...

Paula, não tens de agradecer. As partilhas são merecidas. :)

Um abraço!

© Piedade Araújo Sol disse...

belo poema o tua amiga....

:)