quinta-feira, outubro 30, 2014

Não só... mas também

«Do que mais sinto falta depois da morte dele é já não poder contar-lhe nada. Quando saio e tenho uma conversa com alguém, ainda penso, Oh, tenho de ir a correr contar ao Lars, ou o Lars vai adorar saber disto, e depois é que me lembro que já lá não está para ouvir.»

Siri Hustvedt, Elegia para um americano, Edições Asa





Sem comentários: