domingo, maio 25, 2014

Lisboa


Alguém diz com lentidão: 
"Lisboa, sabes..." 
Eu sei. É uma rapariga 
descalça e leve, 
um vento súbito e claro 
nos cabelos, 
algumas rugas finas 
a espreitar-lhe os olhos, 
a solidão aberta 
nos lábios e nos dedos, 
descendo degraus 
e degraus 
e degraus até ao rio. 

Eu sei. E tu, sabias? 

Eugénio de Andrade 

9 comentários:

Anónimo disse...

http://www.youtube.com/watch?v=ymuF7uG6wis

Daniel C.da Silva (Lobinho) disse...

Gosto muito deste dizer de Lisboa :) Simplicidade acima de tudo :)

Armando Sena disse...

Um "mosaico" da sempre esbelta Lisboa, enquadrada num belo poema.
bj

deep disse...

Também gosto, Daniel, como gosto de o ouvir cantado e musicado pelos Trovante. :)

Armando, sem dúvida que é um belo poema. :) Bj

© Piedade Araújo Sol disse...

eu só sei que Lisboa (para mim) é paixão...

:)

deep disse...

Piedade, ainda que não seja a "minha" cidade, gosto de Lisboa. :)

Bj

Isabel disse...

Foto fantástica!

deep disse...

Obrigada, Isabel! Teria ficado melhor, se houvesse sol... suponho. :)

deep disse...

Obrigada pela partilha, anónimo. :)