domingo, maio 11, 2014

Devanear com estilo


No último aniversário recebi, da mana, um caderno pintado e cosido à mão, uma caneta de aparo com o respectivo tinteiro. Veio tudo de Itália, de uma livraria cujo nome é "Il Papiro".
Talvez venha a usar o caderno para fazer uma compilação dos meus "devaneios poéticos", mas suspeito que vou manter intactos o tinteiro e a caneta. 

5 comentários:

© Piedade Araújo Sol disse...

acho que deves usar tudo, para quê guardar algo que nos dão com tanto carinho.

um bom domingo.

beijo

:)

Mar Arável disse...

Há memórias vivas

deep disse...

Piedade, és capaz de ter razão. :)

Boa semana. Beijo

Mar Arável, ainda bem que assim é. :)
Boa semana. Beijo

Isabel disse...

Que conjunto tão bonito!

Acho que a Piedade tem razão. Eu tenho a mania de "ter pena" de utilizar as coisas e depois acabo nunca as usando. É parvoíce!

Muito talento e imaginação para encheres esse belo caderno!

Um beijo

deep disse...

Isabel, eu também tenho pena de usar certas coisas que me dão, mas é certamente, como escreves, parvoíce.

Obrigada!

Um beijo e boa semana :)