sábado, maio 11, 2013

Eu não sou de ninguém



Ainda que não aprecie Florbela Espanca... 

Este poema ficou muito bem na voz desta transmontana.

Sem comentários: