domingo, março 10, 2013

Coisas pequenas



Alguém, por acaso, partilha uma música. De súbito, dás contigo a ouvi-la, em modo "repeat", à 1h da manhã. E, à medida que escutas música e palavras, há um sentimento que é um misto de saudade e tristeza que se acrescenta, até se tornar quase insuportável. Não consegues evitar lembrar-te de momentos de um passado longínquo e de pessoas que não regressam e que, por isso, não poderás mais abraçar. Apesar de tudo, num acto de masoquismo, continuas a ouvir a música, como se acreditasses que chorar na proporção da abundância da chuva deste dia possa apaziguar a tua dor, cuja origem, em parte, desconheces.

2 comentários:

Lídia Borges disse...


Podem ser coisas pequenas, mas plenas de significado. Momentos que por alguma razão queremos registar.


Lídia

deep disse...

Lídia,as coisas que nos acontecem assumem sempre uma dimensão particular, que nem sempre os outros entendem. O lado bom é que algumas, mesmo tendo sido num momento grandes, acabam por tornar-se pequenas, quando vistas de outra perspectiva. :)