segunda-feira, outubro 15, 2012

He's not an ordinary man

Há pessoas com as quais convivemos anos a fio, ou porque trabalham connosco ou porque as vamos encontrando em circunstâncias várias, que nunca chegam a ser nossas amigas. Talvez faltem afinidades, talvez sobrem medos e desconfianças... Outras há, contudo, que entram nas nossas vidas de forma inesperada - ou até inusitada - e pelas quais, em pouco tempo nos afeiçoamos, a ponto de as sentirmos como velhos amigos.
Foi assim com este amigo que hoje celebra mais um aniversário. Não o conheço há muito tempo, vemo-nos muito raramente, mas, sempre que nos encontramos, conversamos horas a fio, sobre os mais diversos assuntos, sem que algum de nós domine a conversa ou acuse aborrecimento. Quando tenho de me despedir,  sinto-me um pouco como diz o Sérgio Godinho na canção: hoje soube-me a tanto... /Portanto, hoje soube-me a pouco".
É bom conversador, como é bom ouvinte. É franco e bem disposto. Além disso, tem uma colecção de música interminável e, embora a sua área de formação tenha mais que ver com números, é um apreciador respeitável de literatura.

Foi este amigo, a quem eu desejo um dia muito feliz (como merece!), que me apresentou a canção que se segue (e muitas outras).

2 comentários:

tsiwari disse...

Beijo imenso como o carinho com que (nos) nutrimos...

;)


P.S. Tkx *

deep disse...

Não precisas de agradecer... palavras do coração! Só posso continuar a desejar-te um dia muito feliz. Beijo grande, grande. :)***