segunda-feira, junho 11, 2012

Memórias

Quando era miúda, antes de entrar na escola, acompanhava frequentemente os meus primos mais velhos. Embora não soubesse ler, os livros já tinham, então, algum fascínio sobre mim, por isso ouvia, com curiosidade, as histórias que uma das minhas primas, alguns anos mais velha, me lia e que integravam o livro de leitura. "O Macaco do Rabo Cortado" e "A Formiga Rabiga" são aquelas que recordo melhor, porque, de as ter ouvido repetidamente, acabei por decorá-las. 
A imagem, que surripiei daqui, é uma ilustração da Maria Keil, que faleceu ontem, aos 96 anos.

1 comentário:

Ana disse...

Esta Senhora tinha algo mágico no seu traço...gostava de conseguir um pouquinho dessa magia!! :)