quinta-feira, abril 19, 2012

Neste dia



que terminou e em que festejei mais um aniversário, não me entristeceu, particularmente, o facto de algumas pessoas não me terem felicitado. Doeu-me, sobretudo, dar-me conta de que este foi o primeiro de vários anos em que não ouvi, logo após a meia-noite, a voz de uma querida amiga a felicitar-me. Dói, mais ainda, saber que tal nunca mais acontecerá.
É para ela esta música que ouvimos repetidamente na nossa adolescência.

2 comentários:

CCF disse...

Maldita falta de tempo que só me faz vir de quando em quando e assim enviar-te um abraço de parabéns só agora.
Em nada substitui a falta que sentes...mas é de coração (sul).
~CC~

deep disse...

Não te preocupes, CC. Eu fico contente que tenhas vindo dar-me um abraço... os abraços sabem sempre bem, não têm prazo de validade.

Um abraço do Norte! ;)