sábado, outubro 08, 2011

Vou tentar seguir

o conselho que Cecília Meireles pôs nestas palavras que hoje vieram ter comigo e que, suspeito, são apenas parte de um poema que eu não consigo encontrar:


"Não vou deixar a porta entreaberta.
Vou escancará-la ou fechá-la de vez.
Porque pelos vãos, brechas e fendas,
passam semiventos,
meias verdades e muita insensatez".


Cecilia Meireles

2 comentários:

R. disse...

Palavras sempre significativas, as de Cecília Meireles (de cuja poesia gosto particularmente). Julgo que é um conselho que poderá ser útil a muitos e em momentos vários. De fato, não há nada mais propício ao perpetuar de 'incómodos' do que o efeito do inacabado.

Abraço, votos de um magnífico fim de semana e que a benevolência dos dias se repita 'again and again' :)

deep disse...

R., obrigada. Uma óptima semana. :)