quinta-feira, abril 15, 2010

Eu sabia...

que não estava perdido. Lembrava-me, até, de ter pensado, quando o guardei, que se o pusesse naquele lugar não me esqueceria dele. A verdade é que o maldito papel de que precisava só apareceu depois de ter virado do avesso quase todas os dossiês, gavetas, e estantes cá de casa. Com a "brincadeira", ganhei finalmente ânimo para deitar fora uma infinidade de papéis velhos e sem utilidade. Sabe tão bem desfazermo-nos de coisas, até sentimos a alma mais leve...

1 comentário:

CCF disse...

Sou péssima nisso...e roupas??? Tanta coisa que já não usamos...
Bom fds a Norte
~CC~