quinta-feira, março 18, 2010

Um supremíssimo... íssimo, íssimo, íssimo cansaço...

"O que há em mim é sobretudo cansaço
(...)
Um supremíssimo cansaço.
Íssimo, íssimo, íssimo,
Cansaço..."

Fernando Pessoa - Álvaro de Campos

O dia vai no fim e comigo estão mais de dez horas de trabalho. Ardem-me os olhos. Apesar da temperatura ter amenizado e do aquecimento estar ligado, não consigo deixar de sentir frio e de experimentar, de vez em quando, uma sensação de vertigem...

Deste dia que foi, com poucas diferenças, a repetição de muitos outros que o antecederam, guardo também o melhor: uma carta, daquelas longas, com sabor a outros tempos... não há nada que pague um prazer destes.

Depois de passar a "tormenta", hei-de ler-vos, responder aos comentários e pedir contas de um certo roubo (hehehe!)... Por agora, só votos de boa noite!

2 comentários:

Anónimo disse...

Como eu te entendo, acerca do cansaço...
Xi apertado e bom descanso
Elsa

deep disse...

Menor hoje...

Xi apertado para ti! :)