sábado, setembro 26, 2009

E Bragança iluminou Chicago!*

(imagem da net)
"O Centro de Arte Contemporânea Graça Morais, em Bragança, da autoria de Souto Moura, foi premiado pelo Chicago Athenaeum, Architect And Design Museum, (...) em parceria com o European Centre for Architecture, Art Design and Urban Studies. Trata-se de um dos mais antigos e prestigiados galardões de arquitectura mundiais.
Concluído em 2008, o projecto arquitectónico do Centro de Arte Contemporânea resulta da recuperação e ampliação de um antigo edifício do século XVIII - conhecido como Solar dos Veiga Cabral - e da ocupação da extensa propriedade com um novo edifício para novas valências. O centro é composto por três corpos distintos, que assumem funções próprias: assim, o edifício solarengo alberga em permanência a Colecção Graça Morais, , que se distribui por sete salas, e os espaços sociais e de serviços como a recepção, livraria, bar/cafetaria."
Cláudia Melo, NS - Jornal de Notícias (26 de Julho de 2009)

Nem tudo vai mal no Reino Maravilhoso... **

* Título do artigo

** Adaptação de uma frase do Hamlet

3 comentários:

Lídia Borges disse...

Ainda bem!
É tempo de começar a esbater as assimetrias entre litoral e interior.

Parabéns!!!

Valentim Coelho disse...

Olá,
Um prémio digno, pois o centro é lindissímo.
Não conhecia esta distinção. Ainda bem que há outros transmontanos atentos, para nos informar sobre outras coisas deste Reino Maravilhoso.
Cumprimentos.

ana maria disse...

Viva Bragança! Não conheço o Centro, mas vou desafiar o pintor cá de casa para uma visita...