quinta-feira, julho 02, 2009

de corpo e alma

Em menos de um ano, três mulheres com quem me relaciono e que têm a minha idade, foram surpreendidas pelo mesmo problema de saúde, uma das quais há menos de uma semana, vendo-se obrigadas a abandonar o trabalho por alguns meses e a reorganizar a vida familiar. Sei que o medo e a angústia as rondam muitas vezes, mas até agora não foram capazes de as vencer.
Estas situações levam-me a acreditar que o corpo é uma bomba-relógio, que explode em hora marcada e que não adianta passarmos o tempo a convencer-nos e a convencer os outros de que a idade está no espírito. Quando o corpo, em vez de sussurrar, grita, o espírito vê-se obrigado a ouvi-lo e a entrar em sintonia com ele.

3 comentários:

Ana disse...

"Ontem é história,
Amanhã é mistério,
Hoje uma dádiva, É por isso que é chamado presente...
que todos os dias te sorriam :))))

Lídia Borges disse...

Viver é aqui e agora!
E a idade não é mesmo determinante nesses casos. Se assim fosse como explicaríamos a doença nos jovens e nas crianças?

Um beijo

CCF disse...

Rodeá-las de afecto é meio caminho andado para a vitória.
Bjinho
~CC~