sábado, maio 23, 2009

o seu a seu dono

Rosa e lírio A rosa É formosa Bem sei. Porque lhe chamam – flor D'amor, Não sei. A flor, Bem de amor É o lírio; Tem mel no aroma, – dor Na cor O lírio. Se o cheiro É fagueiro Na rosa; Se é de beleza – mor Primor A rosa: No lírio O martírio Que é meu Pintado vejo: – cor E ardor É o meu. A rosa É formosa, Bem sei... E será de outros flor D'amor... Não sei.
Almeida Garrett, Folhas Caídas
Há dias "roubei" as rosas à prima. Hoje devolvo-lhas com um poema. Ainda assim, fiquei eu a ganhar!

3 comentários:

Fabulosa disse...

ficaste com as flores e fizeste um post lindo. há lá melhor? =)

deep disse...

Obrigada, Fabulosa! :)

Anónimo disse...

Gostei muito!!!
As rosas e os lírios são muito bonitos!!!
Se eu te encontrasse dava-te um ramo de rosas e lírios!

Do:Sócrates!