quinta-feira, abril 02, 2009

long nights

"A Humanidade divide-se entre aqueles que gostam de se meter na cama à noite e aqueles a quem dormir desassossega. Os primeiros consideram que os leitos são ninhos protectores, enquanto os segundos sentem que a nudez do dormitar é um perigo. Para uns, o momento de se deitar implica a supensão das preocupações; aos outros, pelo contrário, as trevas provocam um alvoroço de pensamentos daninhos e, se fosse por eles, dormiriam de dia como vampiros. Sentiste alguma vez o terror das noites, a angústia dos pesadelos, a escuridão a sussurrar-te na nuca com o seu hálito frio que, embora não saibas o tempo que te resta, não passas de um condenado à morte? E, no entanto, na manhã seguinte a vida volta a explodir com a sua alegre mentira de eternidade."
Rosa Montero, Instruções para Salvar o Mundo
Em certa medida, pertenço ao segundo grupo... mas não saberia viver sem luz, sem o calor reconfortante do Sol e as cores do mundo que ele revela e que a noite oculta.

Eddie Vedder - Long Nights (A letra aqui)

9 comentários:

nanda disse...

quando era mais nova achava que o tempo que estava a dormir me fazia falta, precisava aproveitar tudo o que a vida tinha para me dar.
hoje chego à noite tão cansada que após alguns minutos de relax, que aproveito para ler, já debaixo dos lençois, deito-me e até o depertador tocar, não me lembro de mais nada.
bj.

isa disse...

Olá menina!! Tudo bem? Espero q sim!!
Tenho passado por aqui mas não tenho escrito nenhum comentário.
Espero q esteja a correr tudo muito bem!!
Bjns

manuel cardoso disse...

...também sou dos do segundo grupo,a maioria das vêzes... mas tem dias, quero dizer, tem noites! Decididamente serei do grupo que folheará este livro da Rosa Montero, fiquei curioso com este parágrafo aqui citado!...

manuel cardoso disse...

...Esqueci-me de dar as boas-noites!!!

Anónimo disse...

Depois de muitas horas fora de casa penso pertencer aos do 1º grupo. Na minha cama sinto o aconchego necessário para compensar a ausência do lar sentida ao longo do dia.
wandolas

Anónimo disse...

Antigamente achava que pertencia ao 2º grupo... Agora fujo para o 1º com a falsa sensação de os medos da noite não me vão entristecer o amanhecer seguinte...

Bjis

rubia

Fabulosa disse...

dormir sossega...me. =)

Cristina Gomes da Silva disse...

Eu preciso de sossegar durante a noite para poder abraçar toda a luz do dia.

Infame da Vileza disse...

Poderia dizer que me enquadro no 2º grupo porque a ideia de terminar o dia me desassossega. O dia termina na cama, que considero um ninho protector, e como tal prefiro dormir antes do final do dia, na altura do lusco fusco. As trevas não me trazem pensamentos daninhos mas sim pensamentos fluorescentes. É com as trevas que vem a iluminação, não havendo luz fora de mim busco energia dentro de mim. Por este motivo direi que não me enquadro no 2º grupo e concluo que nem no 1º.
Tenho que ler o livro.
Bjs