sábado, março 21, 2009

Até vi estrelas!

O conhecimento que tenho das estrelas é ínfimo, embora estas sempre me tenham fascinado. Por mais que o observe, nunca consigo deixar de pasmar perante um céu estrelado, sobretudo se estiver no campo, sem qualquer luz. Sempre que vejo uma estrela cadente, fico feliz como se fosse a primeira vez. Era capaz de ficar horas a olhar as estrelas, mesmo sendo para mim difícil distingui-las, fixar-lhes as posições. Até os nomes, pela forma e som, encerram mistério e magia.
Esta noite, depois de uma palestra, a que deu voz um professor da Universidade de Lisboa, sobre a origem do Universo e o funcionamento do LHC, alguns jovens alunos de Física da mesma universidade falaram-nos sobre as estrelas. Enquanto as sinalizavam, foram contando lendas relacionadas com algumas constelações, numa atitude despretensiosa e disponível. No final, pudemos, apesar de haver alguma luz no local onde nos encontrávamos, observar Saturno e algumas estrelas.
Amanhã, aliás, hoje mesmo, não vou faltar no planetário que trouxeram com eles!

Sem comentários: