sábado, fevereiro 14, 2009

Porque hoje é sábado

Há manhãs de sábado que são plácidas e refrescantes. Há os almoços mais longos de sábado e os jornais mais volumosos aos sábados. (...) Há um ócio do sábado que permite valorizar o estilo de vida. O lado bom da vida. Confesso que não acredito verdadeiramente na felicidade, mas acredito em momentos de felicidade. A felicidade absurda de acordarmos bem-dispostos. O vento no cabelo. Uma comédia romântica. As montras. Os transeuntes. Um café com natas. Se Deus está nos detalhes, a felicidade também. E o sábado é um dia de detalhes. Sobretudo para os que gozam o sábado, coisa que não é universal e ancestral. (...) Um desvio cómico que esvazia por momentos a tensão acumulada. É isso: o sábado é o comic relief da semana. Mergulhemos então no sábado como numa piscina pouco funda que nos deixa embaraçosamente acima da água. E brinquemos com isso. (...) Entro no espírito do sábado: nada de melancolia.

Pedro Mexia, Nada de Melancolia

Um dos meus momentos de felicidade é aquele em que tomo um café com a minha amiga mais antiga (depois dos meus irmãos e dos meus primos).
Este post é para ti, menina, a minha companheira dos sábados de manhã.
Um obrigada muito especial à Ana que me enviou o texto.

3 comentários:

Infame da Vileza disse...

Como eu gosto do sábado!
Ler o jornal saboreando letra a letra.
Ler o livro em mãos esquecendo que outras leituras me esperam.
Deitar tarde sem peso na consciência.
(...)
Bjs

Sandra Rocha disse...

Obrigado pela visita às minhas fontes :)
Já tinha passado por estas belas letras.

Beijokas e um feliz dia de S. valentim :)

Anónimo disse...

0bgada amiga. Para mim é o melhor café da semana.
Acredita que tem um sabor bem especial.
Bjinhos wandolas